Como escolher um plano de saúde para idoso?

Tempo de leitura: 1 minuto

O maior problema para a contratação ou até mesmo manter um plano de saúde para idoso é sem dúvida o preço. O valor fica muito alto após completar 59 anos, que praticamente dobra o preço.

A primeira análise a ser feita seria o valor do plano, por mais que não tenha mais reajuste por faixa etária acima dos 59 anos, o reajuste anual vai acontecer todo ano no aniversário do contrato. Essa é uma conta que precisa ser feita para não deixar a pessoa que tanto você ama desamparada sem plano de saúde.

Se o valor estiver muito alto, lembre-se que você pode optar por planos regionais ou mesmo no formato com coparticipação, onde você vai conseguir uma mensalidade menor.

Após analisar o preço, vamos para algumas análises importantes que você pode fazer antes de contratar:

1- Rede credenciada: muito importante você analisar a rede de atendimento, principalmente nessa idade, de ter hospitais e clínicas próximas.

2- Verifique se a operadora oferece alguns cuidados preventivos para essa idade, como palestras, campanhas de prevenção e acompanhamento de doentes crônicos.

3- Carências: verifique como vai funcionar as carências no plano de saúde, e compare entre as operadoras que você tiver analisando.

Espero que tenham gostado das dicas.